Skip to main content

Maternidade Solo: Conceitos, Trabalho, Sexualidade e Direitos

Lista de desejos Compartilhar
Compartilhar Curso
Page Link
Share On Social Media

Sobre o curso

Como definimos “maternidade solo”? Por que é importante deixar de dizer “mãe solteira” e passarmos a usar “mãe solo”? Qual a diferença entre as duas coisas? Como estão e como vivem as mães solo no Brasil? Quais as diferentes maternidades solo possíveis? O trabalho invisível e não remunerado das mães solo: é trabalho ou é amor? Qual o impacto da maternidade solo na vida financeira das mulheres? Por que tantas mães solo encontram no empreendedorismo uma possibilidade de geração de renda? O que é uberização do trabalho materno? E qual o impacto da maternidade solo sobre a sexualidade da mulher que é mãe? Como está a busca das mães solo por seus direitos e pelos direitos das crianças?

Esse curso surgiu da solicitação de centenas de mulheres para que transformássemos o Grupo de Estudos sobre Maternidade Solo, criado em 2020 pela pesquisadora Dra. Ligia Moreiras, em um curso online em que mais mulheres pudessem participar. No seu tempo, na sua disponibilidade.

Um curso inédito, cientificamente embasado, em linguagem acessível e que tem como objetivo trazer informações imprescindíveis a todos e todas que desejam conhecer melhor a maternidade solo no Brasil, a fim de ajudar a transformar positivamente a realidade das mães solo e contribuir para tirá-las da invisibilidade.

O que você irá aprender?

  • Por que falar sobre maternidade solo
  • O que é “Maternidade solo”?
  • Por que “mãe solo” e não “mãe solteira”?
  • As mães solo no Brasil
  • Maternidade solo e feminismos
  • Usar “mãe solo” não basta
  • O que é trabalho?
  • Trabalho visível e trabalho invisível
  • É trabalho ou é amor?
  • Maternidade solo e o impacto financeiro
  • Mães são trabalhadoras
  • A precarização do trabalho das mães
  • Uberização do trabalho da mãe solo
  • Empreendedorismo materno
  • Dinheiro, economia e amor
  • Sexualidade e história
  • As bruxas e sexualidade da mulher
  • A santificação da mulher que é mãe
  • Como está a sexualidade da mulher que é mãe?
  • Falta mesmo libido?
  • A maternidade solo como sexualmente reabilitadora
  • A quem pertence o corpo e o gozo da mulher?
  • Maternidade solo e desigualdades de acesso
  • A inexistência de políticas públicas
  • Salários para o trabalho materno e o trabalho de Silvia Federici
  • Reivindicando direitos

Sobre a instrutora

Ligia Moreiras
Cientista, escritora e mentora de mulheres
Dra. Ligia Moreiras, a Cientista Que Virou Mãe, é doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Santa Catarina, doutora em Ciências/Neurofarmacologia pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestra em Psicobiologia pela Universidade de São Paulo, graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista. Há mais de 10 anos, decidiu trocar uma área da ciência, a neurociência, pela Saúde Coletiva, a fim de estudar a fundo a realidade da vida das mulheres que são mães, a assistência ao parto no Brasil e o impacto da violência sobre a vida das mulheres e das crianças. É autora dos livros “Educar sem violência”, “Mulheres que viram mães”, “Criando com amor em tempos de ódio” e co-autora de “Maternidades no plural”.

Conteúdo do Curso

Aula 1

  • O que é “Maternidade Solo”?
    00:15:26

Aula 2

  • O trabalho invisível da mãe solo
    00:15:00

Aula 3

  • Maternidade solo e sexualidade
    00:19:30

Aula 4

  • Maternidade solo, desigualdade e direitos
    00:15:14